IPVA 2020: O que você precisa saber sobre o pagamento do imposto

Compartilhe agora mesmo
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Pin on Pinterest
Pinterest
Share on LinkedIn
Linkedin

Atualmente, o IPVA (Imposto para Veículos Automotores Terrestres) é um dos mais importantes impostos referentes à segurança ao trânsito. Paga anualmente, a taxa em questão é algo obrigatório para todas as pessoas que possuem veículos automotores que circulem por vias terrestres.

Devido à importância do IPVA, é importante conhecer alguns detalhes a respeito dessa tarifa, desde o momento em que é realizada a consulta ligada aos valores do imposto até mesmo pontos ligados à data de pagamento para que o valor seja quitado em dia.

Primeiramente, é importante saber quais veículos precisam pagar o IPVA. Nesse sentido, é possível destacar que donos de motos, carros, caminhonetes, motonetas, ônibus e caminhões estão sujeitos à cobrança da tarifa, visto que todos esses são veículos terrestres, como o próprio nome do imposto sugere.

Em segundo lugar, se faz importante entender que o IPVA é cobrado de acordo com o estado em que foi feito o emplacamento do veículo em questão. Também se mostra válido destacar que esse imposto não será a única taxa gerada nessa ocasião, visto que também será necessário pagar o DPVAT, seguro obrigatório utilizado em caso de acidentes.

Indo além, é válido pontuar que o IPVA é cobrado ainda no início do ano, durante o mês de janeiro. Entretanto, não é necessário pagar o valor total referente ao seu veículo nesse mês, visto que os estados costumam aceitar que o valor seja parcelado em até três vezes sem que ocorra o acréscimo de juros. Entretanto, o seguro DPVAT e o licenciamento do veículo precisam ser pagos em uma única parcela.

A partir do momento que se conhece todas as taxas geradas a partir do imposto em questão, é válido saber como você conseguirá ter acesso aos valores referentes a ele. Assim, é importante citar que para conseguir gerar a guia de pagamento, o proprietário de um determinado veículo precisará acessar o site do DETRAN do estado e gerar o carnê, que não costuma ser enviado para a casa de cada proprietário.

Toda a geração de boletos poderá ser feita de forma informatizada, pelo próprio portal em que a consulta de valores é realizada. Dessa forma, filas no DETRAN são evitadas e aumenta-se a praticidade em todo esse processo.

Caso você não saiba como gerar o imposto em questão, procure seguir os passos listados abaixo para concluir essa etapa:

  1. Primeiramente, acesse o site do DETRAN do seu estado;
  2. No site em questão, procure por “consulta de veículos” ou mesmo por IPVA;
  3. Uma vez nessa aba, insira a placa do veículo que deseja consultar, assim como o número do CHASSI ou do RENEVAM.
  4. Por fim, clique em consultar para ver os valores.

A partir dessa simples consulta será possível acessar todas as informações necessárias sobre o imposto e também sobre o licenciamento do veículo. Além disso, outros dados importantes para qualquer proprietário também se fazem presentes no portal, que permite acesso aos débitos, às multas e também ao ano de fabricação e etc.

Por fim, sem dúvidas, o valor do IPVA é algo bastante importante de se conhecido por quem precisa pagar o imposto. Conforme o citado, ele costuma variar de acordo com o estado em que se vive e dependerá também da categoria na qual o seu veículo se enquadra. Outros fatores que podem intervir nos custos são o modelo, a marca e o ano em que o veículo foi fabricado.

Ainda o início de 2020, vários DETRANS começaram a divulgas as tabelas e calendários relativos a cobrança do imposto, que está condicionado ao número no final da placa do carro. Entretanto, nem todos os estados já contam com o calendário disponível.